Goioerê, sexta-feira, 05 de março de 2021 ESCOLHA SUA CIDADE

Paraná

04/02/2021

Saúde orienta para cuidados preventivos contra o câncer

Saúde orienta para cuidados preventivos contra o câncer

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) alerta sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer e de se adotar um estilo de vida saudável como forma de prevenção. A doença é hoje a segunda maior causa de morte em todo o mundo. Nesta quinta-feira (4) é marcado como Dia Mundial do Câncer.

Em média, 80 a 90% dos casos de câncer estão relacionados a fatores ambientais, como o cigarro, bebidas alcoólicas, exposição excessiva ao sol, alimentação não saudável, sedentarismo e agentes infecciosos, como HPV e vírus da hepatite B, por exemplo.

“Algumas alterações no estilo de vida podem contribuir significativamente para a redução dos casos de câncer, como, por exemplo, não fumar, evitar bebidas alcoólicas, evitar exposição ao sol entre 10h e 16h, adotar alimentação saudável e praticar atividades físicas”, diz o secretário Beto Preto.

Em conjunto com ações de autocuidado e mudança de comportamento, a realização de exames como o preventivo do colo do útero e a mamografia favorecem o rastreamento e a detecção precoce da doença, contribuindo para a redução da morbimortalidade. Além dessas estratégias, a vacinação contra a hepatite B e HPV também auxiliam na prevenção.

DADOS – De janeiro a dezembro de 2020 foram diagnosticados 18.631 casos pelo SUS no Paraná, sendo o câncer de mama o mais incidente. Em 2019 foram diagnosticados 43.796 casos. Os dados são do Painel Oncológico do Instituto Nacional do Câncer.

Em 2021 a estimativa é que o Estado do Paraná tenha 18.710 novos casos de câncer em pessoas do sexo masculino e 16.340 novos casos no sexo feminino.

Em 2020 houve uma queda de 43% (dados preliminares) no número de diagnósticos de câncer comparado ao mesmo período de 2019 no Paraná. O motivo seria a pandemia da Covid-19.

“Ressaltamos que toda a Rede de Atenção à Saúde continua disponível para o rastreamento ao diagnóstico e tratamento do câncer, seguindo todas as medidas de prevenção do coronavírus. É muito importante que a população esteja atenta aos sinais de alerta, bem como aos exames de rastreamento e procure atendimento para o correto encaminhamento e tratamento da doença”, afirma a chefe da Divisão de Prevenção e Controle de Doenças Crônicas e Tabagismo da Sesa, Rejane Cristina Teixeira Tabuti.

Com o objetivo de reorganização da Rede de Atenção à Saúde e ampliação da população-alvo, visando mitigar o impacto da pandemia, o Paraná recebeu mais de R$ 11 milhões para fortalecimento do acesso, detecção precoce e controle dos cânceres de mama e colo do útero que abrangerá ações em todos os municípios do estado.

Houve aumento nos valores de alguns procedimentos de oncologia, como citopatológicos, anátomos e imunohistoquímica, por meio da Portaria GM/MS nº 3426, de 14 de dezembro de 2020.

REDE – A Rede de Saúde do Estado conta com 28 estabelecimentos habilitados, como Unidades de Assistência de Alta Complexidade (Unacons) e Centros de Assistência de Alta Complexidade (Cacons) que oferecem atendimento especializado e integral ao paciente com câncer.

O atendimento inicial deve ser feito nas Unidades Básicas de Saúde do Estado, onde são feitas consultas, orientações, solicitação de exames para investigação diagnóstica do câncer e encaminhamentos necessários para a rede. “Enfatizamos que os exames de rastreamento do câncer do colo do útero e da mama estão disponíveis em todos os meses do ano e que podem ser aprazados na Carteira de Saúde da Mulher”, diz Rejane.

O Governo do Estado preconiza que o cuidado à saúde aconteça de forma regionalizada e em estabelecimentos habilitados e qualificados; no caso do câncer, os serviços abrangem diagnóstico, estadiamento e tratamento.

Em caso de sinais e sintomas suspeitos, como protuberância ou nódulo anormal, dor contínua, cansaço inexplicável, perda de apetite ou de peso não intencional, sangramento anormal, feridas que não cicatrizam ou febre ou sintomas inespecíficos que não melhoram, dirija-se a uma unidade de saúde.

 

PUBLICIDADE

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL | AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DO PARANÁ - AEN

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados.

Desenvolvido por Cidade Portal