Goioerê, sexta-feira, 19 de agosto de 2022 ESCOLHA SUA CIDADE

Goioerê

24/05/2022

Projeto que autoriza compra de terreno para construção de presídio feminino em Goioerê foi aprovado

Projeto que autoriza compra de terreno para construção de presídio feminino em Goioerê foi aprovado

Foi aprovado em primeira votação nesta segunda-feira, 23, o projeto de lei que autoriza o município de Goioerê fazer a aquisição de um terreno às margens da BR-272 para a construção de um presídio feminino.

A área de mais de 4 hectares definida pelo Departamento de Polícia Penal do Estado do Paraná – Deppen pertence a Fazenda Bandeirantes e deverá ser adquirida ou desapropriada pelo Município pelo valor de R$ 1.108.908,53.

O vereador e presidente da Comissão de Justiça e Redação Fábio Plaza explicou que antes do parecer favorável da comissão foram analisados vários pontos. “O primeiro ponto, foi a indicação da área pelos técnicos do Deppen”, citou ele.

Fabio explicou que outra analise foi referente ao valor desta área que foi definida por uma média de três laudos de avaliação de preço, emitidas por profissionais capacitados e reconhecidos da cidade. 

“Também tivemos o cuidado de fazer uma consulta junto ao Tribunal de Contas para averiguar se haveria algum empecilho já que o proprietário da área possui um grau de parentesco com um vereador em exercício”, citou ele acrescentando que o parecer do TC não observou nenhuma irregularidade.

Os vereadores foram unânimes ao destacarem a importância dessa obra para o município de Goioerê, pois vai permitir a retirada da cadeia pública feminina que funcionam atualmente na região central da cidade.

“Com essa ação vamos resolver um problema que já se arrasta há muitos anos, que é a retirada da cadeia pública daquela área onde funciona três escolas e que sempre foi uma preocupação para os pais”, destacou o presidente da Câmara, Herley Kleber de Oliveira – Professor Paraíba.

De acordo com o coordenador Regional do Deppen de Maringá e Cruzeiro do Oeste, Luciano Marcelo Simões de Brito, a construção do presídio feminino em Goioerê é estratégico e vai ajudar reduzir a superlotação em diversas cadeias da região.

“Goioerê por exemplo, possui uma estrutura com capacidade para abrigar 43 detentas e está com mais de 90”, disse ele, acrescentando que essa superlotação é uma realidade nas demais cidades da região.

Cumprindo o regulamento interno do Poder Legislativo, o vereador Ricardo Martins se absteve da votação, devido ao grau de parentesco com o proprietário da Fazenda Bandeirantes.

RESSOCIALIZAÇÃO

Recentemente um grupo de vereadores juntamente com o prefeito Betinho Lima estiveram visitando o Centro de Integração Social Feminino (CIS), localizado em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba para conhecer o projeto de ressocialização com as detentas. “A ressocialização das detentas é muito importante para que elas possam ser inseridas novamente na sociedade após o cumprimento da pena, e esse novo espaço arquitetônico vai propiciar todas essas condições”, concluiu o presidente da Câmara.

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados.

Desenvolvido por Cidade Portal