Goioerê, sábado, 24 de fevereiro de 2024 ESCOLHA SUA CIDADE

Paraná

22/01/2024

Novo sistema orçamentário, Siafic registra R$ 723,5 milhões em empenhos em uma semana

Novo sistema orçamentário, Siafic registra R$ 723,5 milhões em empenhos em uma semana

Sistema financeiro faz parte do Programa de Modernização da Gestão Fiscal do Estado (Profisco). Adoção é avaliada positivamente pelos gestores financeiros, que destacam agilidade, transparência e integração com outras plataformas como grandes qualidades.

O Sistema Integrado de Execução Orçamentária, Administração Financeira e Controle (Siafic) completa nesta segunda-feira (22) uma semana de operação no exercício de 2024 e, neste curto intervalo, já registra R$ 723,5 milhões em empenhos, que indicam a reserva de recursos para os mais diversos compromissos orçamentários do Estado.

Além disso, em apenas sete dias de funcionamento, já foram lançados no Siafic R$ 4,93 bilhões em receitas do Estado para o exercício, com deduções de R$ 1,53 bilhão em transferências constitucionais para municípios e de R$ 650 milhões para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). Desenvolvido em parceria com a Celepar, o sistema recém-inaugurado foi adotado pelos núcleos fazendários de todos os órgãos e secretarias, bem como pelos demais Poderes do Estado.

O secretário da Fazenda, Renê Garcia Junior, destaca a relevância da implementação do Siafic, cuja adoção representa um marco significativo do Programa de Modernização da Gestão Fiscal do Estado (Profisco), uma vez que contribui para avançar e aprimorar os processos contábeis e financeiros do Estado. Segundo ele, a implantação do Siafic é um compromisso sólido com a transparência, o aprimoramento da governança e o correto direcionamento dos recursos públicos.

“O Siafic não é apenas uma mudança tecnológica, mas uma transformação na maneira como gerenciamos as finanças públicas. Ele incorpora boas práticas e proporciona ferramentas eficazes para a tomada de decisões bem informadas”, diz.

Garcia Junior destaca, ainda, o comprometimento da equipe envolvida na implementação do Siafic e o esforço conjunto para assegurar a integridade e eficácia do sistema. “O Siafic é um passo significativo na jornada do Paraná em direção a uma administração pública mais ágil, transparente e alinhada com as demandas contemporâneas da gestão pública”, completa.

Aplicativos da Receita e do Detran são caminhos seguros para o pagamento do IPVA

LINHA DE FRENTE – Gisele Carloto, diretora da Contabilidade Geral do Estado na Secretaria da Fazenda (Sefa), é uma das pessoas que estiveram na linha de frente da implantação do Siafic. Ela enfatiza a estabilidade do sistema, que se torna ainda mais significativa dada a sua amplitude e a magnitude do projeto, que abrange toda a administração do Estado.

“As pessoas estão conseguindo usar bem o Siafic. A execução orçamentária e financeira do Estado está sendo feita dentro do sistema contábil e chama a atenção como tem operado de forma estável”, destaca.

Gisele menciona a disponibilidade de amplo material de apoio, inclusive vídeos produzidos por equipes de diversos setores, como Tesouro, Orçamento e Contabilidade, que solucionam dúvidas frequentes dos usuários. A contadora-geral fala, ainda, sobre a agilidade na execução, a disponibilidade de dados em tempo real e a segurança proporcionadas pelo novo sistema. “Conceitualmente, o Siafic é voltado para a área pública, inclusive empregando termos típicos do setor. O sistema anterior vinha adaptado do segmento privado, o que criava certas discrepâncias”.

Como orientação aos operadores do novo sistema, Gisele sugere investir na visualização dos lançamentos contábeis e do balancete, demonstrativo contábil que apresenta, de forma resumida, o saldo das contas de uma entidade em um determinado período. “Uma das riquezas que o sistema oferece está nas informações disponíveis no balancete”, aponta.

Auditorias fiscais da Receita resultaram em R$ 1,86 bilhão em autos de infração em 2023

FASE PILOTO – Elisângela Cabral, contadora do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), participou ativamente da fase piloto de implementação do Siafic. Durante o ano de 2023, o TJ-PR aderiu ao sistema que moderniza e otimiza processos financeiros ainda na fase de testes. Ela elogia a plataforma, com ênfase nas possibilidades de aprimoramento que ela apresenta.

Segundo a contadora, a estratégia de introduzir novas funcionalidades gradativamente permite que as pessoas se familiarizem com a plataforma, o que se traduz em transição livre de maiores contratempos. “O Siafic é muito bom e tem potencial para ser ainda melhor. Abrir novas funções aos poucos é coerente com a fase de implementação”, aponta. Para ela, o Siafic proporciona uma sensação de segurança.

Elisângela também participou dos treinamentos promovidos ao longo do ano passado pela Escola Fazendária (Efaz) e elogia a abordagem didática e eficiente na apresentação do novo sistema. “Sou do Interior e a gente diz que é no andar da carruagem que as abóboras se ajeitam. É claro que há adequações a serem feitas, principalmente neste início de ano, mas o sistema é um avanço e tanto em relação ao que tínhamos”, ressalta.

O TJ adota o sistema de forma completa para a execução orçamentária, desde a captação de recursos até as fases de empenho, liquidação e pagamento. Subdivisões do sistema como o GMF, que faz a gestão de contratos e patrimônio, e o Módulo de Custos estão em fase de análise para adoção.

Entidades sociais de 27 cidades ganham prêmios de R$ 5 mil do programa Nota Paraná

GRANDE FLUXO – O chefe em exercício do Núcleo Fazendário Setorial (NFS) da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab), Cleber Ceronato, destaca o grande fluxo dos processos financeiros na pasta. “Acredito que a integração que o Siafic permite fazer com outras plataformas, como o e-Protocolo e o Portal da Transparência, tende a deixar tudo mais ágil e mais transparente”, diz.

Na última quinta-feira, havia 189 contratos da Seab recém-lançados no sistema. Tratava-se de operações do programa de Compra Direta da secretaria, cujas contratações têm vigência pelos próximos 12 meses. Além desses, o NFS da Agricultura gerencia diversas outras movimentações contínuas, como o programa Leite das Crianças, além de convênios com municípios, emendas parlamentares e outras iniciativas do próprio Poder Executivo -- tudo gera um expressivo volume de notas fiscais.

Cleber reconhece que, inicialmente, a migração para o Siafic causou certa apreensão devido ao necessário aprendizado. No entanto, ele expressa confiança sobre os avanços: “Depois da fase inicial, o Siafic irá deixar tudo muito mais ágil. A integração com o GMS faz com que os contratos possam ser geridos em um só sistema”, cita.

O servidor também destaca a qualidade dos treinamentos realizados em 2023 pela Efaz. Ele menciona que o material de suporte, como apostilas e tutoriais passo a passo, tem sido fundamental para relembrar o conteúdo dos cursos e facilitar no processo de adaptação. “Tem vários materiais disponíveis na própria página do Siafic. A consulta a eles tem ajudado muito”, complementa.

Um quinto dos veículos da frota que paga IPVA no Paraná tem até cinco anos de fabricação

SUPORTE  Luciana Carin Scheidt, chefe do Núcleo Fazendário Setorial da Sefa e da Receita Estadual, compartilha suas impressões sobre a diferença marcante do início da operação do Siafic em relação a experiências passadas. Ao recordar uma transição de sistema financeiro ocorrida há mais de 5 anos, Luciana relembrou as dificuldades enfrentadas naquela época, quando o sistema anterior teve atrasos na abertura do exercício, o que afetou a execução orçamentária por cerca de dois meses.

Em contrapartida, com o Siafic, Luciana observa uma transição suave. “Eu tinha uma expectativa de termos de agir com suporte de forma muito mais intensa, mas isso não se concretizou”, afirma.

Ela enfatiza a automação eficiente do sistema, que contabiliza automaticamente os lançamentos e simplifica consideravelmente os processos. Um exemplo é a integração do Siafic com o eProtocolo, que elimina a necessidade de assinaturas em sistemas separados. “O ordenador deve assinar a despesa no próprio Siafic. É uma trava que representa um dos vários avanços indescritíveis em termos de segurança, uma vez que coíbe má-fe”, completa.

A abordagem integrada não apenas aumenta a eficiência operacional, mas também fortalece as salvaguardas contra práticas indevidas. Luciana destaca que as dificuldades enfrentadas são pontuais e bastante relacionadas a certo estranhamento inicial dos usuários com a nova plataforma. No entanto, ela destaca que a equipe da Sefa está prontamente disponível para oferecer suporte, além de continuamente atenta para que haja uma adaptação tranquila dos usuários ao novo sistema.

REUNIÃO  Na sexta-feira (19), diversas diretorias da Fazenda reuniram-se para monitorar os processos de implantação do Siafic e atualizar o secretário Renê Garcia Junior sobre o andamento da primeira semana de operação do sistema. Participaram do encontro representantes da Contabilidade-Geral, do Tesouro Estadual, do Núcleo Fazendário e da Assessoria de Tecnologia de Informação da pasta.

 

CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO E SAIBA MAIS

 
CLIQUE AQUI E FAÇA SEU PRÉ-CADASTRO
PUBLICIDADE

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL | AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DO PARANÁ - AEN

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados.

Desenvolvido por Cidade Portal