Goioerê, segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 ESCOLHA SUA CIDADE

Goioerê

19/09/2018

Goioerense com 21 anos esta sendo investigado por enviar nudez para menina de 10 anos em Ubiratã

Goioerense com 21 anos esta sendo investigado por enviar nudez para menina de 10 anos em Ubiratã

Desde quinta-feira, 13, um morador de Goioerê estava enviando fotos e vídeos de nudez para uma menina de 10 anos de idade da cidade de Ubiratã. Como a menina é muito bem orientada mostrou logo para seu pai, que tomou as providências e denúnciou para as autoridades policiais, que de imediato já inciaram as investigações e com apoio dos investigadores da Polícia Civil de Goioerê identificaram o mesmo.

Após os investigadores realizarem diligencias no intuito de achar o endereço do rapaz, descobriu-se que trata-se de um rapaz com deficiência mental e considerado Incapaz e inimputável.

"Inimputável: É a pessoa que será isenta de pena em razão de doença mental ou desenvolvimento mental incompleto ou retardado que, ao tempo da ação ou omissão, não era capaz de entender o caráter ilícito do fato por ele praticado ou de determinar-se de acordo com esse entendimento. São causas da inimputabilidade: a) doença mental ou desenvolvimento mental incompleto ou retardado; b) menoridade; c) embriaguez completa, decorrente de caso fortuito ou força maior; e d) dependência de substância entorpecente. Fundamentação: (Art. 228 da CF, Arts. 26 a 28 do CP, Art. 397, II do CPP e Art. 492, II, "c" do CPP)"

De acordo com os investigadores já seria a segunda vez que ele teria feito isso, na primeira vez a família optou por não denunciá-lo após saber das condições mentais do rapaz. A forma foi bem parecida ele tira foto do seu orgão genital e envia para as vítimas, com o desenrolar da conversa ele grava vídeos se mastrubando e encaminha, nos prints das conversas do WhatsApp ele fala até que já teria mantido relações com outras meninas de 9 e 10 anos de idade. 

Hoje em dia o telefone celular é o meio mais rápido para ajudar em situações de dificuldades, como acidentes ou malo estar repentino e nos mantermos informados onde estão nossos familiares, o celular hoje pode ser usado como rastreador em casos de sequestro e desaparecimento repentino, mas também a maneira mais facil de pessoas mal intencionadas para chegar até sua vítima.

O Pai da menina de Ubiratã disse que a orientação familiar para estes casos de pedofilia é de suma importância dentro da família, e que não podemos restringir nossos filhos e familiares de ter a facilidade do uso da tecnologia em nosso favor por causa de terceiros. Seja a bandidagem ou pessoas com problemas mentais.

 

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL | JAIRO TOMAZELLI

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados. Jornalista Responsável - Jairo Tomazelli - 0011632/PR

Desenvolvido por Cidade Portal