Goioerê, quinta-feira, 21 de março de 2019 ESCOLHA SUA CIDADE

Esportes

15/12/2018

Curitiba e Palmeira conquistam ouro no Festival Paranaense de Handebol

Curitiba e Palmeira conquistam ouro no Festival Paranaense de Handebol

Pela primeira vez, as seleções femininas sub-10 de Palmeira e sub-12 do Cesmag/Curitiba comemoraram o título do Festival Paranaense de Handebol, realizado em etapa única na cidade de Astorga.

Sem perder uma partida, as palmeirenses chegaram à final diante da forte equipe de Uraí Handebol, apresentando uma partida equilibrada do início ao fim, fechando o placar em 07 a 06, vitória que levou às meninas ao misto de alegria e emoção pela conquista inédita à cidade de pouco mais de 33 mil habitantes. “Essa medalha é resultado do trabalho de um ano com essas meninas. Quando chegamos entre as duas finalistas superamos nossa expectativa inicial, pois a princípio viemos com o intuito de aprender, de descobrir essa categoria, pra minha surpresa estamos concluindo essa competição com o título. Estou muito feliz por termos chegado tão longe”, declarou a técnica Luciana Turra.

Com 23 anos de atuação na modalidade, sendo 10 como atleta, a profissional conta que seguiu os passos do pai Vilson Turra no esporte que, enquanto jogadora, treinava-a e hoje ela passa seus ensinamentos à filha Cecília. “Meu desejo ao trabalhar com essa categoria foi trazer a Cecília pra esse mundo, despertar nela essa paixão, essa vivência do esporte, este contato social, essa garra que elas têm que ter em quadra pra superar as dificuldades, de cair, de levantar, de chorar, tudo isso é muito importante na formação da personalidade da minha filha e das demais atletas, isso ajuda elas nas escolhas que terão que fazer, a serem mais guerreiras, mais fortes, além disso distancia de tudo que é ruim, porque o esporte preenche a alma”, enaltece Luciana.

Idealizado pelo projeto social “Handebol tem Jesus”, a equipe uraiense conseguiu um feito inédito ao se tornar a segunda melhor equipe paranaense sub-10 em seu retorno à disputa estadual. “Fico muito contente com tudo que conquistamos nessa competição. As minhas atletas mostraram muita eficiência, apesar de termos apenas 40 dias de treino, enfrentaram grandes equipes e chegaram com mérito à final. Essa medalha de prata representa a nossa luta constante em poder proporcionar, mesmo que de forma limitada, a prática esportiva do handebol a essas crianças, que em sua maioria vivem em bairros carentes da cidade”, enfatizou o professor Guido Day.

Na decisão da medalha de bronze, o elenco AGH/Projeto Escola de Campeões/Guarapuava superou por 11 a 05 as donas da casa, figurando entre as três melhores equipes do Estado após dois anos sem competir. “É uma grande felicidade termos em nosso retorno conseguido nos manter entre as três melhores equipes, ainda mais que essa é a primeira equipe do Projeto Escola de Campeões que disputa uma competição fora de Guarapuava, mostrando que temos um futuro promissor”, frisou o técnico José Renato de Oliveira Miranda.

Curitiba sagrou-se campeã sub-12 pelo segundo ano

Domínio, técnica e velocidade foram características determinantes que levaram as curitibanas ao pódio do Festival Paranaense de Handebol pelo segundo ano consecutivo, desta vez com o Cesmag/Curitiba (em 2017 SEB Dom Bosco/Curitiba ficou com o título).

Sobre Uraí Handebol, o time da Capital entrou confiante na quadra e logo tratou de mostrar a que veio, administrando o placar com tranquilidade até o apito final, fazendo 22 gols frente aos nove gols das rivais. “O grupo é bastante homogêneo, apresentamos uma evolução muito grande dentro da competição. Por Curitiba estar muito afastada é importante que comecem a aparecer os resultados para que incentive demais técnicos e equipes a buscarem as competições da Liga, as pessoas estão muito afastadas, não sei se é por comodismo ou por falta de investimento, então esse título somado ao do ano passado com o Colégio Dom Bosco começa a mostrar que Curitiba está renascendo no handebol paranaense”, analisou o técnico Ruy José Rueda Girardello, que junto com os treinadores José Roberto Santos Lima, Michael Piper e Renato Ruiz montou o selecionado curitibano.

Com dobradinha no 2º lugar, as uraienses celebraram o feito com um misto de alegria e emoção por ter chegado tão longe, mérito da dedicação e comprometimento do time em fazer o melhor dentro de quadra, respeitando as adversárias e os valores repassados pelo mestre Guido Day. “Essa medalha representa muito pra gente, é reflexo da vontade dessas meninas de estarem em uma disputa estadual, de jogarem com grandes equipes, de mostrarem que podem chegar onde elas quiserem. Com certeza as experiências que tiveram vão levar para o resto da vida. Agradeço a Deus pela serenidade que as crianças tiveram nos momentos mais difíceis e à Liga por nos proporcionar uma competição de alto nível”, frisou Guido.

Completou o pódio a seleção de Palmeira, que venceu por uma bola de vantagem a Fecam/AhandeCam/Campo Mourão, 07 a 06. “É um sentimento de euforia, de satisfação, de realização tanto pelo meu trabalho como para as atletas que buscaram esse lugar, chegar entre as melhores foi uma grande conquista pra nós”, declarou Luciana.

Sem conseguir conter a emoção, a capitã Natalia Rausis Passoni e as vice-capitãs Ana Clara Alves de Paula e Sabine Vantroba Comin contaram que se dedicaram muito pra conquistar a primeira medalha de um campeonato estadual. “Nossa emoção é alegria por estarmos levando uma medalha pra casa, treinamos muito pra vim pra cá, não imaginávamos que conseguiríamos essa medalha, mais fomos persistentes, tivemos força, foco e uma marcação muito forte. Essa medalha é um presente também aos nossos pais, aos que vieram torcer pela gente e aos que ficaram em casa mais mandaram muito energia pra nós, sem eles nada disso seria possível”, frisou o trio de capitãs.

Para conferir a cobertura fotográfica da competição acesse o Flickr da Paraná Handebol. Mais informações sobre os eventos promovidos pela Liga de Handebol do Paraná, os interessados podem conferir no Facebook (paranahandebolhpr), no Twitter (@paranahandebol) ou no Instragram (@parana_handebol).

O Festival Paranaense de Handebol conta com o apoio da Prefeitura de Astorga, através do Departamento de Esportes, da Federação Internacional de Handebol (IHF), da Confederação Brasileira de Handebol, da Secretaria do Estado do Esporte e do Turismo (SEET) e da Associação Paranaense de Árbitros de Handebol (APAH).

Confira a classificação final do naipe feminino no Festival Paranaense de Handebol:

 

Sub-10

 
Palmeira
 

Uraí Handebol

AGH/Projeto Escola Campeões/Guarapuava

Astorga Handebol

Prefeitura de Marialva Handebol

Handebol/Alto Paraná/DDC/FBB

AC5/Cascavel/ACH

Sub-12

 

Cesmag/Curitiba

 

Uraí Handebol

Palmeira

Fecam/AhandeCam/Campo Mourão

AGH/Projeto Escola Campeões/Guarapuava

Astorga Handebol

Prefeitura de Cambé

Promec/Seju/Sarandi

 

PUBLICIDADE

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL | ASSESSORIA DE IMPRENSA

Curitiba e Palmeira conquistam ouro no Festival Paranaense de Handebol
Curitiba e Palmeira conquistam ouro no Festival Paranaense de Handebol
Curitiba e Palmeira conquistam ouro no Festival Paranaense de Handebol
Curitiba e Palmeira conquistam ouro no Festival Paranaense de Handebol
Curitiba e Palmeira conquistam ouro no Festival Paranaense de Handebol

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados. Jornalista Responsável - Jairo Tomazelli - 0011632/PR

Desenvolvido por Cidade Portal