Goioerê, sábado, 17 de agosto de 2019 ESCOLHA SUA CIDADE

Paraná

04/02/2019 | Concebido por Campo Mourão

Menina de 13 anos obrigada a vender drogas era mantida como escrava sexual de traficantes

Menina de 13 anos obrigada a vender drogas era mantida como escrava sexual de traficantes

Policiais militares da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel) de Campo Mourão, estouraram uma ‘boca de fumo’ na noite desse sábado, 2, na Vila Cândida, no jardim Lar Paraná e libertaram uma menina de apenas 13 anos de idade que vinha sendo obrigada a vender drogas e era usada como escrava sexual pelos traficantes. Dois criminosos, um deles conhecido como “Dentinho”, de 27 anos (o outro não teve a identidade divulgada), bastante conhecidos no meio policial, foram presos e uma grande quantia em drogas apreendida pelos agentes.

As declarações da adolescente à polícia são chocantes. Ela afirmou que era frequentemente abusada sexualmente pelos bandidos. As relações aconteciam na residência de um deles onde funcionava a ‘boca de fumo’ e às vezes até na casa de “amigos”. A garota informou que seu pagamento pelas vendas dos entorpecentes era feito em dinheiro, lanches, ou até mesmo drogas. Ela disse ainda que começou a usar cocaína com 10 anos de idade, influenciada por uma “amiga” e informou que sua família não sabia da situação. “Eles não sabem de nada”, afirmou a adolescente.

O comandante da Rotam, sargento J. Silva disse que a prisão dos indivíduos aconteceu durante um patrulhamento de rotina pela Vila Cândida. Os policiais se depararam com os três fazendo o consumo de drogas em frente a uma residência. “Dentinho” já havia sido abordado durante o dia pela polícia com um veículo com débitos e sem habilitação. O carro foi recolhido. “Já no início da noite foi abordado com alguns indivíduos fazendo uso de entorpecentes em frente à sua residência”, frisou o sargento.

Nas proximidades da casa, os policiais encontraram 33 pedras de crack, 2 de cocaína, uma balança de precisão e uma quantia razoável em dinheiro. No momento da abordagem a menina mentiu à polícia que tinha 17 anos, mas na delegacia os agentes descobriram sua verdadeira idade. “Ela nos disse que está sendo obrigada a traficar por estes dois indivíduos. É uma situação extremamente grave uma menina de 13 anos de idade sendo obrigada até fazer sexo com os indivíduos em troca da droga, segundo ela”, lamentou J. Silva, que se revoltou com a situação.

A adolescente relatou aos policiais que mora com a avó que cuida de outras seis crianças. Ela disse que não tem pai e que não consegue conviver com a mãe por causa do padrasto. No momento da apreensão, a garota disse aos policiais que queria ajuda para deixar ‘essa vida e que só precisava de uma oportunidade’. “São uns covardes usando desta criança para cometer este tipo de crime”, ressaltou o sargento.

“Dentinho” tem várias passagens pela polícia por roubos e furtos. No momento de sua prisão a polícia foi aplaudida por moradores do bairro que já não aguentam mais a ação do bandido no bairro. Segundo J. Silva, ele migrou agora para o tráfico de drogas. “O Dentinho tem atormentado a Vila Cândida, ele rouba e furta em toda a cidade e agora migrou para o tráfico de drogas”, ressaltou.

 

PUBLICIDADE

Fonte: CAMPO MOURÃO | CIDADE PORTAL | TRIBUNA DO INTERIOR - WALTER PEREIRA

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados. Jornalista Responsável - Jairo Tomazelli - 0011632/PR

Desenvolvido por Cidade Portal